campanha sindicalizacao 2021

Notícias
Publicado em Terça, 22 Novembro 2016 14:32
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Na última sexta, os trabalhadores da EBC aprovaram inicio de greve às 00h desta quinta (24). Mas para avaliar os andamentos das negociações, frente ao início da mediação no TST, os empregados definiram pela realização de assembleia na quarta (23), às 13h, em todas as praças. Este será o momento fundamental para que a definição dos rumos da campanha salarial.

 - Confira a proposta apresentada pela EBC ao TST

- Confira o quadro comparativo da pauta dos trabalhadores e da proposta da EBC

- Confira o processo de mediação no site do TST

Nesta segunda (21), ocorreu o início da mediação pelo Dr. Rogerio Neiva, juiz auxiliar da Vice-Presidência do TST, para o estabelecimento do ACT entre trabalhadores e a EBC. O juiz definiu que a direção da empresa será intimada a apresentar nova proposta para os trabalhadores até a próxima audiência de conciliação, agendada para o dia 30 de novembro, às 14h.

Os Sindicatos dos Jornalistas e Radialistas do DF, RJ e SP, acompanhados pelas Federações dos Jornalistas e Radialistas, afirmaram a rejeição dos empregados aos cortes de 39 cláusulas do ACT já apresentadas pela EBC ao TST e contra a proposta de arrocho salarial imposta pela empresa. Para as entidades, é inadmissível que a EBC defenda a retirada de direitos dos trabalhadores do ACT.

Os representantes da empresa utilizaram o argumento de que as cláusulas já estariam garantidas pela legislação e por norma interna, o que foi prontamente rebatida pelas entidades. A maioria das cláusulas retiradas não tem seu teor garantida por lei, além das normas da empresa estarem sendo modificadas sem quaisquer diálogo com os empregados, vide as mudanças da norma de Prorrogação de Jornada.

O discurso da direção da EBC entrou em contradição quando seus representantes afirmaram que existem cláusula "indiscutíveis", mostrando toda intransigência da empresa. Foram citadas apenas algumas cláusulas que a EBC não aceita que conste no ACT, como a perda de cargos dos chefes julgados pela Comissão de Ética, a que prevê multa por descumprimento do Acordo e a maior remuneração sobre as horas extras.

Os representantes dos sindicatos mais uma vez fizeram um apelo para que a EBC de fato negociasse, atendendo as demandas definidas em assembleia e respeitando as propostas encaminhadas pelos trabalhadores. Mas o discurso da empresa foi de que segue orientações do governo federal, o mesmo utilizado nas últimas negociações.

Sobre quais entidades legítimas para representar os trabalhadores, o juiz mediador informou que esta decisão ocorrerá após a negociação. Além dos sindicatos e federações, um representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Comunicação e Publicidade (Contcop) esteve na reunião e justificou a saída da mesa de negociações por decisão de sua diretoria por discordâncias com os trabalhadores nos anos anteriores.

A direção dos Sindicatos informam que todo o processo de negociação será conduzido na assembleia, nesta quarta, como de praxe, e convocam os trabalhadores para estarem presentes para definir os rumos da mobilização na EBC.

Receber notícias

📣 Nossa Campanha de Sindicalização e Regularização 2021 segue no ar! 💰Você sabia, por exemplo, que os sindicaliza… https://t.co/WMc4LXCcC3
16hreplyretweetfavorite
O objetivo da data é lembrar a importância de uma comunicação de massa, do jornalismo cidadão, a fim de criar um si… https://t.co/8edM5UtP0g

Acesse o Site