Notícias
Publicado em Quinta, 25 Abril 2013 17:31
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal vem a público responder às acusações que vem sofrendo por conta do processo seletivo de escolha de jornalista para a entidade:
1 – Recentemente, o jornalista Valdeci Rodrigues publicou artigo onde acusa o sindicato de privilegiar candidatos no processo seletivo para a escolha de jornalista para trabalhar na entidade.

2 - O SJPDF fez o processo de seleção de forma clara e democrática. A comissão encarregada da seleção foi formada pelos membros eleitos do SJPDF Lincoln Macário, Jonas Valente e Gésio Passos, que após a realização das entrevistas, enviou parecer para a diretoria, que escolheu o candidato mais apto para o cargo.

3 – Em nenhum momento, houve privilégios a candidatos na seleção. Existiu um processo de lisura e transparência, respeitando todos os requisitos acordados pela diretoria do sindicato e conforme os critérios divulgados no edital de seleção.

4 – O artigo publicado pelo senhor Valdeci Rodrigues está recheado de acusações infundadas e distorcidas sobre o referido processo. Além disso, atenta contra o direito constitucional das pessoas de terem opção partidária, como se isso fosse um grave problema.

5 – O SJPDF entende que é livre a opção política das pessoas e reforça que a sua atual diretoria é composta por militantes de diferentes setores que atuam no campo da esquerda, sem que haja, portanto, a predominância de qualquer partido ou força política. Apenas um diretor é filiado ao PT, partido mencionado na nota do senhor Valdeci. A maioria sequer milita em organizações, o que mostra a pluralidade de sua direção, que tem priorizado a atuação em defesa dos direitos dos jornalistas e contra as injustiças praticadas pelos patrões.  No entanto, é importante ressaltar, a inda, que a legítima escolha político-partidária de seus dirigentes não deve servir de argumento para acusações que visam exclusivamente atacar a direção do Sindicato e colocar em dúvida a decisão tomada no âmbito de sua diretoria. A liberdade de escolha das pessoas, assim como a liberdade de expressão e o direito à organização política e social, continuará sendo uma bandeira defendida pelo SJPDF e esta diretoria não aceitará ataques pessoais a um diretor específico por conta de sua opção partidária.

#Convite Na pauta, planejamento de ações, 8 de março e parceria com as universidades. https://t.co/io3e274z16
Na mídia | FENAJ reitera defesa do exercício profissional após declarações do presidente Bolsonaro https://t.co/9NMoN8UBIn via @FENAJ

Receber notícias

Acesse o Site