assembleia unificiada

Notícias
Publicado em Quinta, 04 Julho 2013 19:15
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Sindicato dos Jornalistas do DF e o pelo Sindicato das Empresas de Televisão, Rádios, Revistas e Jornais (Sinterj/DF) assinaram, no 11 de junho, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2013/2014. Apesar do acordo ainda não ter sido registrado no Ministério do Trabalho, devido a um problema burocrático no sindicato patronal, todas as cláusulas da CCT já estão em vigor desde a assinatura.

Os jornalistas precisam ficar atentos ao recebimento do reajuste salarial de 7,22%, pois além dele ser retroativo ao salário do mês de abril também deverá ser efetuado em até duas parcelas nos pagamentos de julho e agosto.

Em relação à Participação nos Lucros e Resultados-PLR (apelidado de abono), os patrões terão até 60 dias para pagarem os valores pactuados na CCT a contar a data da assinatura. A PLR ficou em 35% do salário-base (5 horas), com o piso de R$ 1.400,00 (+16,6%) e o teto de R$ 2.000,00 (+11,1%).

"É importante que todas as cláusulas sejam cumpridas até dia dez de agosto", ressalta Wanderlei Pozzembom, vice-presidente do SJPDF.

O presidente do SJPDF, Lincoln Macário, afirma que houve avanços importantes, especialmente um reajuste bem acima da inflação na participação nos lucros, que a partir desse ano passa a ser isenta do imposto de renda. "Não foi uma goleada mas saímos vitoriosos da negociação, e num prazo bem mais razoável. Pelo segundo ano seguido temos um reajuste um pouco maior do que a inflação oficial do país - o IPCA - o que durante anos não vinha acontecendo. Se continuarmos nesse crescendo vamos reverter no longo prazo as perdas. Mas podemos e devemos acelerar esse processo com um engajamento cada vez maior da categoria nas negociações e mobilizações."

Confira aqui a CCT assinada

Confira abaixo a tabela com a proposta final que consta na CCT

 Proposta Conjunta – Laboral e Patronal 

Reajuste salarial

7,22%

Participação nos Lucros e Resultados (PLR)

35% do salário-base de 5 horas, com teto de R$ 2.000,00(+11,1%) e mínimo de R$ 1.400,00 (+16,6%).

Auxílio-alimentação


Mantida a cláusula atual que assegura o Programa de Alimentação do Trabalhador para quem recebe até 12 salários mínimos

Auxílio-creche

R$ 339,00 por filho (+13%)

Seguro de Vida

R$ 11.300,00 acidental (+13%) e R$ 6.780,00 morte natural ou invalidez permanente (+13%)

Receber notícias

Nossa solidariedade e total apoio à jornalista @tetecruz pelas perseguições que vem sofrendo. Perfis de extrema-dir… https://t.co/c3CfvVGBWC
A venda da @CEBDistribuicao tem data marcada já: 4/12. A conta aumentou em Goiás. Apagões podem acontecer, como no… https://t.co/nwRzIgAVui

Acesse o Site