Notícias
Publicado em Sexta, 31 Março 2017 12:02
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

A noite da última segunda-feira, 27/3, foi de homenagem ao repórter fotográfico Ronaldo Oliveira, que faleceu em setembro do ano passado por conta de um câncer no intestino. O público presente teve a oportunidade de conhecer tanto o trabalho de Ronaldo quanto o perfil pessoal do profissional.

Durante o evento, as fotos do profissional foram apresentadas e algumas histórias foram contadas. “Explosão de emoção na Cozinha Fotográfica em homenagem ao Ronaldo. Cada foto uma história. Amigos reunidos, família, lágrimas, saudades. Agradeço a todos”, afirmou Luz Mendes, esposa de Ronaldo.

A Cozinha também contou com um varal de imagens, que teve o objetivo de mostrar o trabalho de mais de 20 anos de Ronaldo. Apaixonado por pautas factuais, o fotojornalista adorava registrar manifestações. O material foi recolhido pela filha do profissional, Bárbara Oliveira.

Depoimento emocionante

“Ronaldo de Oliveira merece esta e todas as outras homenagens que lhe fizerem. Foi um profissional talentoso, competente, generoso ao extremo, honesto e bom caráter. Orgulho imenso de ter trabalhado  com ele ao longo de tantos e tantos anos. Tornou mais do que meu parceiro de pauta. Virou meu amigo, meu companheiro nas descobertas das mais incríveis histórias que escrevi pro Correio Braziliense. Sobretudo as reportagens especiais pros domingos. Nossa amizade transcendeu os limites de 'mais uma matéria'. Pulou a grade do jornal. Me tornei amigo da linda família dele -- mulher e filhos. Viramos família. Eu tive, graças a Deus, o privilégio de lhe dizer isso em VIDA. Como isso é bom! Como isso é cada vez mais raro de ser dizer sobre/para alguém! Negāo, gente DO BEM não morre. Tu estás encantado -- e encantando -- por aí” afirma o jornalista Marcelo Abreu, companheiro de trabalho e amigo de Ronaldo.

Perfil

Natural de Belo Horizonte (MG), Ronaldo trabalhou no jornal Correio Braziliense por mais de 20 anos. Era apaixonado por pautas factuais e adorava registrar manifestações. Ele faleceu em setembro de 2016, aos 54 anos. À época, Ronaldo lutava contra um câncer de intestino havia mais de dois anos. Ele deixou a mulher, Luzia, e dois filhos, Bárbara e Ronaldo. 

RT @elbritobr: Orgulho de ter estagiado e feito escola com grandes profissionais na TV Brasil. Tristeza de ver o desmonte de tudo que é púb…
RT @jeanwyllys_real: Conte com o nosso mandato e com a @FPLEDC nesta luta! #EBCEmGreve https://t.co/SnrZsvF9g8 https://t.co/jsfz6woAA4

Receber notícias

Acesse o Site