Notícias
Publicado em Quarta, 03 Maio 2017 19:23
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Na última sexta-feira, 28/4, vários jornalistas do DF aderiram à Greve Geral, movimento organizado por todas as centrais sindicais do Brasil que teve o objetivo de reunir diversas categorias profissionais contra as reformas trabalhista e da Previdência e as novas regras da lei da terceirização. A participação dos profissionais do DF foi deliberada em assembleia do Sindicato dos Jornalistas e também em assembleia específica realizada com os empregados da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

A concentração dos jornalistas ocorreu em frente à sede da EBC. O Sindicato realizou um piquete de 9 às 11h da manhã. Depois disso, os jornalistas seguiram para a W3 Sul, quando realizaram atos nos dois sentidos da via. Os profissionais seguiram a caminhada para a Esplanada, onde ocorreu o ato unificado, junto às demais categorias.

Em discurso, Renata Maffezoli, coordenadora-geral do SJPDF, reafirmou a posição do Sindicato contra as reformas.  “Nós estamos aqui para dizer que nós vamos continuar na luta contra a reforma da previdência, contra a reforma trabalhista e contra a terceirização irrestrita, que vai acabar com a nossa profissão. Hoje o jornalista já sofre muito com a terceirização e quarteirização, com essas reformas a gente não vai conseguir se aposentar, nós vamos trabalhar até morrer. Os jornalistas, assim como os demais trabalhadores, não vão trabalhar até morrer. Não vamos aceitar que esse governo ilegítimo tire nossos direitos”, declarou Maffezoli.

Sindicato solicita reunião com Correio Braziliense para discutir assédios moral e sexual. https://t.co/IYWoCQhrMH https://t.co/jANWHSfgbk
6hreplyretweetfavorite
Campanha convida cidadãos a lutar pela proteção de dados pessoais. Leia artigo de @jonasvalente sobre o tema.… https://t.co/sv6w0UmmFC
8hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site