Notícias
Publicado em Terça, 09 Maio 2017 19:05
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em nova assembleia, realiza na noite dessa segunda-feira (8), a maioria dos jornalistas aprovou a proposta patronal para a Convenção Coletiva dos Jornalistas. A texto aprovado prevê o reajuste inflacionário, de 4,57%, nos salários já referentes a abril (os jornalistas terão um mês de pagamento retroativo e ele será realizado na folha de maio de 2017). A proposta prevê o reajuste inflacionário no vale alimentação somente A PARTIR março de 2018 e PPR com piso de R$1650,00 e teto de R$1900,00, sendo pago até 31/12/2017 ou em duas parcelas, a primeira até 31/10/2017 e a segunda 28/02/2018. O auxílio-creche, no entanto, não será reajustado (veja mais abaixo). Agora, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas do DF vai encaminhar a assinatura da CCT junto ao sindicato patronal.

A assembleia foi marcada pela mobilização dos jornalistas da Rede Globo, que em sua maioria, a exemplo do que ocorreu no ano passado, apresentou mais uma vez que a contraproposta dos patrões não fosse à consulta nas redações. Os diretores do Sindicato, como de costume, encaminharam uma proposta de realização de consulta às redações, que foi reprovada pelos jornalistas presentes.

Neste ano, as negociações da CCT foram encerradas de forma mais rápida, se comparados com as negociações dos anos de 2015 e 2016, que perduraram por muitos meses. Os sindicatos dos Jornalistas do DF e das Empresas de Televisões, Rádios, Revistas e Jornais do DF realizaram somente três mesas de negociações.  

Na avaliação do Sindicato, a categoria deveria participar mais de todo o processo de mobilização, que é fundamental para avançar nas negociações. Nesse sentido, a diretoria do SJPDF lamenta a ausência, na assembleia, de colegas de outras empresas de comunicação, que deveriam ter se somado aos jornalistas da Rede Globo durante o debate, visto que a decisão afetará toda a categoria.   

"Avaliamos que era importante que a negociação não se arrastasse até o final do ano, e tensionamos na mesa para que viesse uma proposta considerável para a categoria. Mas achávamos que poderíamos mais, por ainda estar na terceira rodada de negociação. A participação de colegas da Globo foi definitiva para a aprovação da proposta patronal, a única redação mobilizada de fato para as negociações salariais", afirma Gésio Passos, coordenador geral do SJPDF.

Reajuste salarial

A proposta aprovada pela categoria prevê o reajuste de 4,57% nos salários e no piso salarial (porcentagem referente à inflação do período da data-base dos jornalistas - 1º de abril), ambos serão efetuados em parcela única na folha de maio de 2017.

A reivindicação da categoria previa retomar as perdas que ocorreram nos dois últimos anos, uma vez que os patrões não conseguiram trabalhar com a reposição inflacionária e os jornalistas tiveram um prejuízo de 4,33% (sendo 1,42% de 2015 e 2,91% de 2016).

“Nos últimos três anos, o sindicato patronal tem utilizado estratégias complicadas como cansar a categoria e parcelar reajustes em longo prazo. Se não recuperamos as perdas neste ano, ano que vem não será fácil, pois que teremos um ano eleitoral no qual não é permitida a verba com publicidade. Esse será um dos argumentos dos patrões na hora de negociar”, afirma Wanderlei Pozzembom, coordenador-geral do SJPDF.

Piso Salarial e PLR

A proposta de aumento do piso salarial é de R$ 2.530,60 (4,57%), a partir da data-base (abril de 2017). O teto da Participação nos Lucros e Resultados será de R$ 1.900, um aumento de 18,8% e o piso de 1.650 (reajuste de 22,2%). Esse benefício poderá ser pago em parcela única até 31/12/2017 ou em duas parcelas, sendo a primeira até 31/10/2017 e a segunda até 28/02/2018. 

Auxílio Alimentação

O auxílio-alimentação será reajustado conforme a inflação, no entanto, somente a partir de 1/3/2018.

Dia foi criado em 1992 para ser o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra.… https://t.co/NwpX5ZGyF3
2hreplyretweetfavorite
Abertas as inscrições para o curso “Fotojornalismo em situações de crise” com Alan Marques. https://t.co/Ygz7nifhAK https://t.co/hyHIzB4S41
24hreplyretweetfavorite

Acesse o Site