Notícias
Publicado em Quinta, 26 Outubro 2017 17:05
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Cerca de 200 representantes do MNU participarão do evento de amanhã, 27, até domingo, 29.

A partir de amanhã, 27/10, cerca de 200 representantes do Movimento Negro Unificado (MNU) de onze estados e do Distrito Federal irão se reunir para participar do XVIII Congresso Nacional, que ocorrerá no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

Com o tema “Rumo aos 40 anos de empodeiramento de negras e negros – Lélia é nossa!”, o grande desafio do MNU, maior entidade de defesa do povo negro da América Latina, será construir, durante o Congresso, novas estratégias para enfrentar as desigualdades raciais, o racismo e a violência vivenciados diariamente pelas negras e negros brasileiros. 

Para além dessas preocupações recorrentes, que demonstram estatísticas desumanas em relação a essa camada da população, como é o caso das 30 mil vidas de jovens negros que são exterminadas por ano, o debate sobre o atual cenário político, no qual o governo investe em reformas prejudiciais aos trabalhadores e, em especial às mulheres e, sobretudo às mulheres negras, também estará no centro das discussões dos participantes. 

O evento tem ainda o objetivo de eleger a nova coordenação nacional do MNU, discutir as comemorações dos 40 anos da entidade, que serão completados em 2018, debater estratégias para fortalecer o MNU e ampliar a atuação da organização junto aos movimentos sociais, tanto nacionais quanto internacionais, entre outros temas. 

Para Jacira da Silva, primeira presidente mulher e negra do Sindicato dos Jornalistas do DF e atual diretora da entidade, e da coordenação nacional do MNU, as discussões do Congresso são urgentes. “Temos que nos preparar para enfrentar as políticas regressivas propostas por este governo que está aí, mas principalmente para continuar a luta contra uma série de violência vividas por nós diariamente. As violências física, psicológica e mental vivenciadas pelo povo negro são resultado da falta de políticas públicas eficazes direcionadas a nossa população”, afirma Jacira. 

Serviço 

O quê?: XVIII Congresso Nacional do Movimento Negro Unificado

Tema: MNU rumo aos 40 anos de empoderamento de negras e negros- Lélia é nossa!”

Quando: 27 a 29 de outubro

Onde: Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Auditório Águas Claras e nas Salas Moduláveis no 1º andar)

Objetivos: 1) eleger a nova Coordenação Nacional; 2) preparar a entidade e sua militância para os 40 Anos do MNU em 2018; 3) fortalecer o MNU como instrumento de luta do Povo Negro contra todas as formas de discriminação; 4) ampliar e fortalecer a relação do MNU com os movimentos sociais, tanto nacionais quanto internacionais; Atualizar o Plano de Lutas do MNU; 5) analisar a conjuntura do país; 6) debater a Década Internacional dos Afrodescendentes 2015-2024; o XVIII ConMNU será o momento de organização, formulação e fortalecimento do legado de Zumbi, de Dandara, de Lélia Gonzalez, e de Luiza Bairros.  

Programação

27/10 - 19h30 - Abertura Política

28/10 - 9h às 18h - GTs Eixos Temáticos Sindicalistas,  Mulheres, Religiosidade,  LGBT e Juventude para a elaboração do Plano de Lutas

29/10 - 9h - Plenária Final e Eleição da Coordenação Nacional do MNU – 2017 a 2020

RT @elbritobr: Orgulho de ter estagiado e feito escola com grandes profissionais na TV Brasil. Tristeza de ver o desmonte de tudo que é púb…
RT @jeanwyllys_real: Conte com o nosso mandato e com a @FPLEDC nesta luta! #EBCEmGreve https://t.co/SnrZsvF9g8 https://t.co/jsfz6woAA4

Receber notícias

Acesse o Site