Notícias
Publicado em Terça, 06 Março 2018 17:21
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Nesta quinta-feira, 8 de março, quando é celebrado, em todo o mundo, o Dia Internacional da Mulher, organizações feministas, entidades sindicais, partidos, movimentos sociais e estudantis promoverão um grande ato unificado, em Brasília. Como em 2017, o Coletivo de Mulheres Jornalistas, articulado a partir do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF, participa da organização do ato este ano e convida todas as colegas a se juntarem nesse dia histórico de luta e resistência das mulheres.

A concentração será a partir das 13h, no Museu Nacional da República. No local, haverá uma ampla programação, com apresentações culturais e musicais e uma aula pública sobre os eixos do ao unificado: Pela vida das mulheres, em defesa da democracia, em defesa dos direitos e contra o racismo.

Por volta das 17h30, as mulheres sairão em marcha até a Alameda dos Estados, onde será finalizada a programação. A expectativa das organizadoras é reunir mais mulheres que em 2017, que contou com mais de 10 mil participantes.

Mundo afora, a história das mulheres é marcada por resistências. No Brasil, as indígenas, alvo primeiro do patriarcado, resistem como guardiãs da filosofia do bem viver e zeladoras de territorialidades tradicionais; as mulheres negras resistem, combatendo a escravização e a violação de direitos do povo negro e radicalizando os debates feministas; as mulheres lésbicas resistem, lutando pela descolonização dos corpos e liberdade de viver suas sexualidades e contra a heteronormatividade; milhões de outras também resistem, enfrentando as diversas formas de opressão e dominação.

Em honra daquelas cujas vidas foram postas em favor da própria liberdade e das futuras gerações, as mulheres do DF e Entorno seguem juntas na luta e marcharão unificadas neste 8 de Março, marco internacional da resistência e da luta das mulheres por igualdade, respeito e liberdade. Procedentes da cidade, das águas e das florestas, dos quilombos, dos terreiros, com ou sem deficiência, negras, indígenas, ciganas e de todas as raças e etnias, de todas as idades, lésbicas, bissexuais, transexuais, travestis e agentes das mais diversas expressões culturais – unirão suas forças políticas contra a ofensiva conservadora, fundamentalista, machista, racista e LGBTfóbica, que caracteriza o avanço da política neoliberal de exploração da classe trabalhadora.

Inspiradas nas mulheres russas que tomaram as ruas do seu país para exigir paz e pão, exatamente no dia 8 de março de 1917, iniciando a revolução contra o regime autoritário, as organizadoras do 8 de Março Unificadas reiteram o movimento de 2017, quando foram mais de 10 mil marchando juntas pela Esplanada.

Pela vida das mulheres! Em defesa da democracia! Em defesa dos direitos! Contra o racismo! Contra o capitalismo! Pelo Bem Viver! Contra o machismo, a lesbofobia, a bifobia, a transfobia e todas as formas de opressão! Pelo Estado Laico! Nenhum direito a menos! Nem uma a menos!

Programação:

13h - Início da programação nas tendas
14h - Início de Shows Feministas na Tenda Central, com Mônica Costa, Meimei Bastos, Carmen e Thábata Lorena
14h às 17h30 - Tenda LudoFeminista: Lugar de criança é no feminismo
14h40 - Mística de abertura na Tenda Central, com direção de Cleani Calazans e colaboração da rapper Cleo Street e Minas do Gueto
15h - Aula Pública na Tenda Central, com o Debate: "Pela vida das Mulheres, em defesa da democracia, em defesa dos direitos, contra o racismo”
(Horário livre) Teatro Politico na área externa do Museu e nas Tendas com a Escola de Teatro Político e Vídeo Popular de Brasília (ETPVP)
(Horário Livre) Teatro de Rua da Casa Frida: As Desempregadas
16h30 - Ciranda com Martinha do Coco e batuques, a partir da Tenda Central
17h às 17h30 - Fanfarras de Mulheres
17h30 - Início da Marcha, com falas das entidades e coletivos que construíram o ato e shows de Vera Verônika e Donas da Rima
18h40 - Chegada à Alameda das Bandeiras, com falas das entidades e coletivos que construíram o ato e Batalha das Gurias
19h40 - Apresentação de Encerramento: Fanfarras interpretam Elza Soares

Confirme presença no evento 8 de Março DF, divulgue para suas amigas e venha marchar com a gente!

Agora ao vivo o Seminário "Jornalistas, liberdade de expressão e o futuro do país" https://t.co/PqSX5lYvtr
21hreplyretweetfavorite
O SJPDF pede serenidade à população e proteção aos jornalistas pelas forças de segurança. Foto: Marcelo Camargo/ABr https://t.co/NeKlIaHIUy

Receber notícias

Acesse o Site