banner sindi 55

Notícias
Publicado em Quarta, 07 Março 2018 20:35
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) vem se unir e solidarizar à grande corrente nacional de desagravo e apoio ao pesquisador e sindicalista Vicente Almeida injustamente demitido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

1. Vicente Almeida é Engenheiro Agrônomo e Mestre em Impactos ambientais, Pesquisador concursado da Embrapa na área de Impactos Ambientais e exerce suas funções na empresa desde o ano de 2005;

2. Tem se destacado em sua atuação como pesquisador, desenvolvendo e coordenando pesquisas sobre políticas públicas para Transição Agroecológica, Saúde Ambiental no campo e impacto socioambiental dos agrotóxicos na agricultura, compondo ainda diversos grupos multidisciplinares de pesquisa no país sobre o tema;

3. Destacou-se ainda na Estatal por ser um combativo dirigente sindical, denunciando abusos e defendendo de maneira incisiva o direito dos trabalhadores da Embrapa, chegando a promover o documentário "A vida não é experimento", onde denuncia práticas de assédio moral, assédio científico, trabalho degradante e perseguição a dirigentes sindicais na Embrapa sendo, já a esse momento, ameaçado formalmente e criminalizado pela direção da empresa pública.  

4. Nos últimos dois anos, após denunciar a morte de um trabalhador da Embrapa, que levou a empresa a ser condenada em 999 mil reais e ainda, após denunciar irregularidades ambientais (derramamento irregular de agrotóxicos), financeiras e patrimoniais de seus superiores, tem sido alvo de intenso processo de assédio e perseguição;

5. Seus superiores, investigados pelas irregularidades cometidas, alguns até condenados pela Justiça do Trabalho por assédio moral transitado em julgado, decidiram demitir o pesquisador e importante liderança sindical, em forma de retaliação;

6. Assim, no dia 28/02 foi comunicado de sua demissão onde as acusações são feitas pelos superiores denunciados por ele e envolvidos em irregularidades e práticas de assédio moral, sem o uso do adequado Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e a garantia da ampla defesa e o direito ao contraditório;

7. Os gestores denunciados acusam Vicente Almeida de descumprimento de dispositivos do "Código de Conduta e Código de Ética da Embrapa". Tal violação estaria impondo desgaste a imagem da empresa por denunciar as autoridades competentes, desvios e irregularidades trabalhistas, ambientais, financeiras e administrativas, muitas delas com farto material probatório como fotos, vídeos, gravações e processos judiciais já transitado em julgado, como a recente decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre assédio moral na empresa;

8. Na denúncia dos gestores da empresa, são consideradas ainda como "mau comportamento" do pesquisador, previsto no Código de Conduta da Embrapa, o mero uso da lei de acesso a informação 12.527/2013; a requisição de realização de audiência pública sobre a situação dos trabalhadores da empresa e o assédio moral existente, junto aos gabinetes de Deputados Federais e Distritais; e ainda as petições formalizadas por Vicente Almeida nas Comissões de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do DF e da Câmara Federal, dentre outros.

9. Alegam ainda os gestores denunciados que a “produtividade” do pesquisador estaria aquém de suas expectativas, mas a verdade é que o mesmo tem denunciado formalmente o cerceamento no desenvolvimento de suas atividades de pesquisa em parceria com várias instituições tais, como: Fundação Osvaldo Cruz, Instituto Nacional do Câncer, Universidade de Brasília, dentre outras, tendo inclusive feito diversas publicações em sua área em 2017, destacando-se importante artigo científico, desvelando a associação entre o aumento no consumo de agrotóxicos e os transgênicos no Brasil e participando de reuniões técnicas de assessoramento científico de órgãos como o Ministério Público Federal;

10. Dessa forma, pelo histórico autoritário da gestão da Embrapa, inclusive envolvendo Diretores do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal, fartamente denunciado na Câmara dos Deputados e nos jornais, e pelos elementos constantes nesse caso, trata-se de mais um grave caso de arbítrio promovido por setores interessados em cercear o conhecimento científico em desfavor da sociedade e limitar o exercício da cidadania, da liberdade sindical e da defesa dos direitos dos trabalhadores;

11. Nesse sentido, repudiamos a demissão arbitrária do pesquisador e liderança sindical, e exigimos sua imediata reintegração aos quadros da empresa, com ampla liberdade de atuação científica e sindical em favor de uma Embrapa transparente, pública e verdadeiramente democrática voltada ao atendimento do povo Brasileiro. Readmissão já!

 

Assine o abaixo-assinado em defesa do pesquisador Vicente Almeida 

Saiba mais: SJPDF denuncia perseguição da direção da Embrapa a diretor do sindicato e assédio moral coletivo

 

Jornalistas que trabalham com redes sociais devem ficar atentos ao crescimento do Instagram. Plataforma chegou a 1… https://t.co/3BnUY0okST
6hreplyretweetfavorite
Faltam 15 dias! Garanta o seu ingresso. https://t.co/BlnQluOo5N

Receber notícias

Acesse o Site