Notícias
Publicado em Terça, 15 Maio 2018 17:24
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Na última quarta (9/5), ocorreu a quarta mesa de negociação do Convenção Coletiva de Trabalho dos Jornalistas do DF. Na reunião, o Sindicato das Empresas de TV, Rádios e Jornais (Sinterj) apresentou nova proposta aos jornalistas ainda distante do que a categoria defendeu na última assembleia.

A proposta patronal prevê reajuste no salário, no piso e no seguro de vida em 2%. No PPR/Abono as empresas chegaram aos valores do acordo de 2017, com R$1650,00 no piso e R$1900,00 no teto, mas parcelando até fevereiro de 2019. O reajuste do auxílio alimentação também ficaria para 2019. Para a diretoria do Sindicato dos Jornalistas essa proposta ainda dificulta a negociação.

As empresas ainda recuraram nas mudanças da cláusula mensalidade sindical, mas mantiveram a imposição de uma nova redação para a cláusula que impede a contribuição assistencial. Além disso, o sindicato patronal também sinalizou recuar nas propostas de mudanças das cláusulas de férias, licença adotante e custeio de cursos caso sejam obstáculo para as negociações.

Durante o encontro, a diretoria do SJPDF propôs uma nova reunião para que as partes buscassem uma proposta que atendesse aos dois lados de forma a destravar a negociação. Para Wanderlei Pozzebom, coordenador do Sindicato dos Jornalistas, é importante resguardar direitos e garantir os pagamentos ainda em 2018. "Avaliamos que uma nova proposta possa atender os anseios da categoria que vem sofrendo com perdas nos últimos anos", afirma.

A próxima reunião de negociação ocorrerá no dia 22 de maio. Após a reunião, o Sindicato agendará uma assembleia para avaliação da proposta.

 

 

Realizado em parceria com a jornalista Polianna Franco, editora do jornal Ceilândia em Foco, evento é destinado a j… https://t.co/vbrLDDSBdR
Marielle Franco, assassinada há exatos 8 meses, sabia exatamente da importância da comunicação pública para o país.… https://t.co/tubeQQZgaG

Receber notícias

Acesse o Site