PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

 

Brasília, 26 de outubro de 2018.


Nota da Direção da Faculdade de Comunicação da UnB em repúdio às ameaças à liberdade de expressão


Graves notícias de ameaças e perseguição à atuação de jornalistas e demais profissionais da Comunicação nesta Campanha Eleitoral de 2018 têm sido notificadas publicamente por entidades representativas como a Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ), a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e outras instituições.

Levando em conta o registro das referidas ameaças e diante das inúmeras manifestações públicas de intolerância, incitação à violência e desrespeito a princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Constituição Federal (art. 5o.), a Direção da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (FAC-UnB) une-se ao Conselho Universitário da UnB (http://noticias.unb.br/images/Noticias/2018/Documentos/19102018_NotaConsuni453.pdf) n a defesa da democracia e da garantia dos direitos constitucionais, especialmente do direito às liberdades de expressão e de imprensa.

A Direção da FAC-UnB se solidariza às(aos) profissionais que, mesmo diante de um ambiente hostil à prática de um jornalismo ético e de qualidade, mantiveram seus princípios em defesa da democracia e das liberdades. Também nos solidarizamos aos docentes, técnicos e discentes das Universidades públicas que recentemente foram cerceados de exercer seus direitos à liberdade de cátedra, à liberdade de expressão e de pensamento, à reflexão e ao debate sobre a situação política nacional.

A Faculdade de Comunicação da UnB tem, em sua história, a memória institucional da repressão imposta pela ditadura militar entre 1964 e 1985, que demitiu professores, assim como suscitou o exílio e perseguiu estudantes, técnicos e docentes dentro do próprio campus universitário, fatos históricos amplamente documentados e disponíveis em: http://comissaoverdade.unb.br/images/docs/Relatorio_Comissao_da_Verdade.pdf

Por isso, neste momento tão importante da vida nacional, em que a disputa eleitoral tem sido marcada pelo uso intensivo e deliberado de desinformação para influenciar a decisão do voto dos cidadãos e cidadãs, situação já identificada publicamente em 25 de outubro de 2018, pela Organização dos Estados Americanos (OEA, organização da qual o Brasil é país fundador e membro, conforme: http://age nciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2018-10/para-oea-difusao-de-noticias-falsas-no-brasil-nao-tem-precedentes, manifestamos nosso compromisso com o respeito à liberdade de expressão. Consideramos a liberdade de expressão um princípio fundamental para assegurar os Direitos Humanos no que abarca os direitos à pluralidade, à diversidade e à justiça social, valores estes norteadores de nossa história e de nossa instituição.


Atenciosamente,


Liziane Guazina e Fernando Oliveira Paulino

Vice-Diretora e Diretor

Faculdade de Comunicação

Universidade de Brasília

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Realizado em parceria com a jornalista Polianna Franco, editora do jornal Ceilândia em Foco, evento é destinado a j… https://t.co/vbrLDDSBdR
Marielle Franco, assassinada há exatos 8 meses, sabia exatamente da importância da comunicação pública para o país.… https://t.co/tubeQQZgaG

Receber notícias

Acesse o Site