Notícias
Publicado em Sexta, 12 Maio 2017 13:48
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), promoverá, entre os dias 26 e 28 de maio, o 3º Encontro Nacional do Direto à Comunicação (ENDC), em Brasília (DF). Estima-se que o evento irá reunir mais de 500 pessoas, entre elas integrantes de organizações da sociedade civil e dos movimentos que debatem temas como liberdade de expressão e direito à comunicação no Brasil.

Faça aqui a sua inscrição

O evento irá contar com conferências e atividades que abordarão assuntos como violações à liberdade de expressão, construção de um marco regulatório democrático para a mídia brasileira, defesa da comunicação pública, políticas de internet (liberdade de expressão e direito à privacidade), políticas de inclusão digital, entre outros. Convidados nacionais e internacionais que são referências em cada um desses temas estão confirmados para na programação do evento (veja a programação aqui).

O 3º ENDC visa, ainda, estabelecer redes e fortalecer os mais diversos movimentos em prol do direito à comunicação, potencializando o espectro de ação dos diversos atores e a capacidade de intervir na formulação de políticas públicas.

Sobre o ENDC

O encontro já teve duas edições. Em fevereiro de 2012, no Recife (PE), quando reuniu, durante três dias, mais de 300 comunicadores comunitários, pesquisadores, professores, estudantes, representantes de ONGs, jovens, movimentos sociais e associações de classe de todo o Brasil, na Universidade Católica de Pernambuco, para debater temas como marco regulatório da comunicação e o papel dos meios de comunicação independentes, populares e comunitários, entre outros.

A edição mais recente, realizada em abril de 2015, em Belo Horizonte, contou com a participação expressiva de mais de 700 pessoas de todas as regiões do Brasil, que também se reuniram durante três dias para debater os desafios para a construção de um sistema de comunicação diverso e plural. Na ocasião, foram discutidos os marcos regulatórios de outros países e os parâmetros internacionais para as políticas públicas de comunicação, como forma de estabelecer o debate e empoderar a sociedade civil brasileira na tarefa de reivindicar a adoção de mecanismos para a democratização das comunicações no país.

Fonte: FNDC 

Dia foi criado em 1992 para ser o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra.… https://t.co/NwpX5ZGyF3
2hreplyretweetfavorite
Abertas as inscrições para o curso “Fotojornalismo em situações de crise” com Alan Marques. https://t.co/Ygz7nifhAK https://t.co/hyHIzB4S41
24hreplyretweetfavorite

Acesse o Site