banner sindi 55

Notícias
Publicado em Sábado, 07 Abril 2018 11:22
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Hoje, 7 de abril, Dia do Jornalista, convidamos todos os colegas da nossa categoria a refletir sobre vocação, desafios, prazeres e infortúnios do ofício. Mais que isso, despertar a consciência e valorização de uma das profissões mais nobres, que não poupa finais de semana e feriados, mas pode ajudar a melhorar o mundo.

Jornalistas lidam com dilemas e, desde cedo, sabem que a caminhada é espinhosa, mas recompensadora. Nos últimos anos, os direitos previstos na legislação da nossa categoria, como a jornada de 5 horas diárias, têm sido fortemente ameaçados. O respeito por uma das profissões imprescindíveis para garantir informação à sociedade tem se perdido ao longo dos anos.

Baixos salários, desrespeito à jornada especial, assédio moral, contratos precários, acúmulo de função e pressões pesam no cotidiano do profissional que deseja desenvolver o seu trabalho com transparência e qualidade. Atualmente, o jornalista luta por manter a saúde mental em um cotidiano trabalhista desafiador. Os casos de adoecimento por fatores psicológicos devido ao assédio e a intensa carga de trabalho, infelizmente, são muitos e precisam ser combatidos.

Violência
O contexto histórico e socioeconômico nunca foi favorável, com as condições e salários cada vez piores. Para agravar ainda mais esse cenário, ainda enfrentamentos o acirramento da violência, que tem silenciado jornalistas no mundo todo. Em 2017, o Brasil foi classificado como o sétimo país em relação ao número de jornalistas assassinados, de acordo com a Unesco. A violência dos aparelhos de Estado em coberturas de rua tem gerado apreensão, apesar da coragem transcender os riscos.

Precarização do trabalho
Os jornalistas estão entre as categorias mais atingidas pela reforma trabalhista, aprovada em 2017. As mudanças implementadas pelo governo ilegítimo de Michel Temer tornam a nossa profissão ainda mais precária, com graves prejuízos para toda a sociedade, em consequência da baixa qualidade das informações produzidas pela imprensa.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) sempre estará na luta pela garantia dos direitos de toda a categoria, atendendo às denúncias, desenvolvendo campanhas de conscientização, orientação e valorização profissional e, principalmente, fazendo o enfrentamento com os patrões contra os ataques cada vez mais constantes. Nosso compromisso de unidade na luta conta com a mobilização de todos os profissionais que acreditam na defesa dos direitos conquistados e almejam melhores condições de trabalho e salário.

Por tudo isso, neste dia em que celebramos a nossa data, convidamos toda a categoria a se somar nesse esforço conjunto para garantir melhores condições de trabalho, liberdade e respeito no exercício da profissão e, sobretudo, valorização.

Hoje é dia de celebrar e refirmar: Nenhum direito a menos!

 

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF)  

Colega jornalista, se você é vítima de assédio moral em seu trabalho, denuncie. Nós estamos aqui para te ajudar! C… https://t.co/sr8MlFpAc4
3hreplyretweetfavorite
Jornalista sindicalizado tem 30% de desconto em workshop sobre relacionamentos profissionais Veja mais informações… https://t.co/QJCyWYjhgZ
5hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site