PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Na próxima segunda-feira (16/04), os jornalistas irão se reunir em assembleia geral para avaliar as negociações da Convenção Coletiva de Trabalho. Na última reunião da mesa de negociação, o Sindicato das Empresas de TV, Rádios e Jornais (Sinterj), mais uma vez, ignorou a pauta dos trabalhadores e apresentou uma proposta de aumento de R$80,00 na PLR/Abono. A assembleia será às 19h30, em primeira chamada, na sede do Sindicato dos Jornalistas.

Para a diretoria do SJPDF, a proposta patronal é inócua, não garante a recuperação das perdas salariais e não avança em nenhuma reivindicação dos trabalhadores. “O momento de baixa inflação permite avançar, pelo menos, nas propostas econômicas”, avalia Wanderlei Possebom, coordenador geral do SJPDF.

Os jornalistas também irão discutir a proposta de prorrogação da CCT enquanto não for assinado o novo acordo. Após concordar, na primeira reunião, sobre a prorrogação, as empresas colocaram como condição a não prorrogação das cláusulas relativas às férias, verbas rescisórias, licença adotante e despesas de viagem.

Os trabalhadores já haviam modificado a pauta de reivindicações, diminuindo em R$100,00 o teto do abono e permitindo seu pagamento em duas vezes: uma na assinatura do acordo e outra em julho de 2018. Na assembleia, os jornalistas também decidiram por solicitar ao Sinterj retorno de toda a pauta apresentada.

Confira a tabela das propostas em discussão:

 

 

Proposta dos trabalhadores

Proposta dos Patrões

Reajuste

INPC + 4,33% (perdas do sois últimos anos)

1,70% de aumento

Piso

R$ 2.530 + INPC + 4,33% (perda dos dois últimos anos)

1,70% de reajuste

PLR

45% da remuneração
- Teto - R$ 2.700
- Piso - R$ 2.400

(duas parcelas: uma na assinatura e outra até julho/18)

35% do salário base
Teto – R$ 1.
600
Piso – R$ 1.
400
(poderá ser pagos em duas parcelas 31/1018 e 28/02/19)

Auxílio-alimentação

Mínimo de R$ 600,00 por mês para quem ganha mais do que isso, reajuste segundo o INPC

R$ 300,00 a ser pago a parti do mês 03/2019

Auxílio-creche

Mínimo de R$ 700

 R$ 460 por filho

Seguro de vida

Mesmo valor do reajuste salarial

1,7% de reajuste

 

Proposta dos trabalhadores
Os trabalhadores reivindicam reajustes nos salários no valor do INPC, mais 4,33%, que correspondem às perdas salariais dos últimos três anos. A assembleia também decidiu pelo aumento do auxílio creche para R$700,00 e dos vales alimentação para o mínimo de R$600,00.

Na pauta, os jornalistas também pedem que a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) seja de 45% da remuneração, com limite de R$ 2700,00, sendo garantindo o mínimo de R$2400,00. Os trabalhadores também reivindicam que seja garantida a licença maternidade de seis meses e de paternidade de 30 dias.

O retorno do pagamento do Adicional por Tempo de Serviço para toda categoria, garantindo um quinquênio de 3%, também é um dos itens da pauta de reivindicações. A categoria defende, ainda, a ampliação da compensação de horas-extras por folga em 100%, ou seja, duas horas para cada hora trabalhada. Outro ponto importante previsto na pauta é a ampliação da multa a ser aplicada nos atrasos dos salários e na PLR.

Na assembleia geral, os jornalistas presentes também incluíram doze novas cláusulas na pauta da Convenção Coletivo de Trabalho, como adicional para quem produz para mais de um veículo, abono social, proibição de terceirização nas redações, estabilidade no emprego, medidas de segurança e multa de descumprimento da CCT, entre outras.

Nesta quinta, 13/12, completamos 50 anos do AI-5. Para marcar esta data, o Sindicato dos Jornalistas do DF realiza… https://t.co/i5SoJ5x7Ac
2hreplyretweetfavorite
A categoria irá protestar contra o descaso da direção da EBC, que desde 23/11 protela uma resposta sobre a contrapr… https://t.co/tuANqBYQxi
19hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site