assembleia unificiada

Notícias
Publicado em Domingo, 11 Outubro 2020 18:28
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF convoca os jornalistas para discutir a proposta de acordo salarial que resultou da mesa de negociações com o sindicato patronal. Ao fim de várias rodadas, nas quais apresentamos sucessivas propostas na direção de uma fórmula aceitável, foi possível garantir reajustes nos salários e no auxílio-refeição e evitar a suspensão de outros benefícios.

A campanha salarial teve início uma semana antes da emergência pela pandemia, quando apresentamos a pauta de reivindicações aprovada em assembleia no começo de março. Após tentativas insistentes de obter uma resposta oficial do sindicato patronal, uma primeira reunião foi realizada em setembro.

Até então, não tínhamos sequer um sinal positivo quanto à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). A primeira resposta à nossa pauta pode ser chamada de "zero absoluto": nenhum reajuste de salários ou benefícios.

Na sequência de reuniões e troca de propostas, concluída nesta quinta (8/10), foi possível chegar a uma fórmula conjunta, que o SJPDF submeterá a debate e deliberação da categoria em assembleia, na próxima quinta (15/10), com primeira chamada às 20h.

A proposta construída com o Sinterj prevê o reajuste do piso salarial pela variação do INPC no período (3,31%), A PARTIR DE JANEIRO/2021; o valor do piso passa a R$ 2.805,00. Também a partir de janeiro/21, os salários serão reajustados em 1,65%, correspondente a metade do INPC, sem retroativo. O mesmo índice de 3,31% será aplicado ao valor mínimo do auxílio alimentação, que passará a ser de R$ 330, 00 a partir de janeiro.

A fim de assegurar algum índice de reajuste, as empresas insistiram no não pagamento, neste ano, de PPR/abono. A cláusula sobre esse direito, porém, seguirá constando da CCT, com a determinação clara de que não será paga neste ano EM CARÁTER DE EXCEÇÃO.

A proposta de CCT terá validade de 2 anos, garantindo os direitos sociais da categoria. Mas como de costume, no próximo ano, em 2021, será discutido as cláusulas econômicas e mais 6 cláusulas sociais a escolha dos sindicatos e dos patrões.

A costura dessa proposta exigiu um processo de negociação difícil e delicado, conduzido em condições extraordinárias - sem o recurso da visita às redações para informar os jornalistas e ouvir suas demandas e considerações. A diretoria do Sindicato chama agora a categoria a discutir e deliberar sobre a conclusão de um acordo.

A assembleia será realizada em ambiente virtual.  A participação de cada um fortalece a decisão a ser tomada. Para participar, envia para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., cópia de um comprovante de trabalho (crachá, contracheque, carteira da Fenaj), que você receberá o link da reunião. Como medida de segurança, só serão aceitos na videoconferência que enviar por e-mail o pedido para reunião.

ASSEMBLEIA VIRTUAL SOBRE O ACORDO SALARIAL 2020/2021
15/8 (QUINTA-FEIRA), às 20h30

Receber notícias

Assembleia APROVA acordo salarial da CCT e garante REAJUSTE -> Ao fim de uma negociação prolongada e difícil, nas c… https://t.co/MCtZyelLD2
30mreplyretweetfavorite
O Brasil lidera ranking com as maiores quedas em classificação sobre LIBERDADE de EXPRESSÃO. O relatório da… https://t.co/x7Vyc9rEn1
23hreplyretweetfavorite

Acesse o Site