Extra!
Publicado em Quarta, 04 Agosto 2021 00:05
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Os jornalistas presentes à assembleia dessa terça-feira (3/8) aprovaram, por maioria, a contraproposta do sindicato patronal à pauta apresentada pelos trabalhadores, em abril, para a renovação das cláusulas econômicas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para 2021/22. No fundamental, ela prevê o reajuste dos salários em 3,45%, o que representa metade da inflação anual apurada na data-base da categoria (1º de abril).

A proposta aprovada tem os seguintes itens::

• Salários e Piso: reajuste de 3,45% a ser aplicado na folha de pagamento de setembro/21, ou seja, no salário a ser pago até o 5º dia útil de outubro. Com isso, o piso passa a ser de R$ 2.901,77.

• Auxílio Alimentação: o valor mínimo do benefício, hoje de R$ 330,00, passa a R$ 340,00 em outubro/21 e a R$ 350,00 em janeiro/22.

• Auxílio Creche: passa a R$ 496,00 a partir de outubro/21.

Pelo segundo ano consecutivo, o lado patronal invocou as condições da pandemia, com seu impacto econômico, como argumento para impor mais perdas salariais à categoria. O Sindicato dos Jornalistas do DF renova o chamado aos jornalistas para que reforcemos a mobilização – o único caminho para defender e recuperar o poder de compra dos salários e preservar e avançar nas conquistas no dia a dia do trabalho.

Receber notícias

Pela vida de todas as mulheres e pelo direito de decidirmos sobre nossos corpos, queremos: Educação sexual para dec… https://t.co/VdCDdKJaE0
54mreplyretweetfavorite
No Brasil, são cerca de 1 milhão de abortos ilegais por ano. A criminalização não impede que aconteça, mas faz com… https://t.co/sXTtUJMZkO
54mreplyretweetfavorite

Acesse o Site