Notícias
Publicado em Segunda, 31 Dezembro 2018 16:22
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) repudia a tentativa de demonstração de força com manobras do Exército dentro das instalações da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), no Setor de Rádio e TV Sul, região central de Brasília. A entidade considera exagerado, desnecessário e inadequado o uso das dependências da EBC, sob a justificativa de garantir a segurança da transmissão da posse presidencial.

O evento deveria ser o auge da democracia, mas se anuncia como o começo de um governo autoritário, com a imposição de dificuldades ao livre exercício da imprensa, limitação à circulação do público na Praça dos Três Poderes e, agora, atividades militares numa região que abriga emissoras de rádio e televisão. Torna-se mais grave quando essa movimentação ocupa a empresa pública de comunicação, entidade civil e que já foi símbolo da redemocratização - e voltará a ser quando retomar sua autonomia.

Essa ação militar ocorre ao mesmo tempo em que os profissionais de imprensa têm seu trabalho cerceado devido ao esquema de segurança montado pra posse, quando repórteres, fotógrafos e cinegrafistas são impedidos de transitar pelos diferentes locais onde ocorrerá a posse.

Com a repercussão negativa da ação do governo, os veículos do Exército foram retirados das instalações da EBC. Até Rodrigo Rollemberg, governador do DF, via twitter, disse ser desnecessária a ação e informou que a PM irá garantir a segurança do local.

O SJPDF está atento e chama a categoria a se mobilizar, para que o governo eleito e respeite os princípios democráticos e as liberdades, notadamente as individuais, a política e a liberdade de imprensa.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal

 

O SJPDF se solidariza com os jornalistas do Diário de Pernambuco em greve. https://t.co/gdE2idI63L
12hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site