assembleia unificiada

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em meio a um grande escândalo de corrupção no uso de recursos públicos para combater a pandemia no governo do DF, o governador Ibaneis Rocha confirma que vai privatizar a Companhia Energética de Brasília, a CEB.

Sem ouvir a população e descumprindo promessas de campanha, Ibaneis coloca à venda um dos patrimônios da nossa capital. E ainda anuncia ampliar a precarização do serviço público, com a venda da Caesb e do Metrô.

Essas medidas colocam em risco o atendimento do serviço público em Brasília e deixam a população vulnerável ao aumento indiscriminado de tarifas. A CEB e as demais empresas públicas são estratégicas para a ampliação dos serviços públicos, com investimento do DF para melhorias na vida da população.

Privatizar só privilegia o mercado financeiro, não garante qualidade nos serviços públicos e muito menos os investimentos necessários. Exemplos no Brasil e no mundo mostram a tragédia que é o resultado da venda de empresas do tipo.

A incapacidade de Ibaneis para dialogar com a sociedade do DF, garantir a utilização correta dos recursos públicos e priorizar a população mais vulnerável torna a capital um lugar ainda mais desigual. Somando-se tudo isso à sua adesão às forças mais retrógradas e antidemocráticas, coloca-se o DF na liderança do atraso.

O Sindicato dos Jornalistas do DF se soma às forças populares, aos sindicatos e trabalhadores da CEB, da Caesb e do Metrô na luta para impedir essa barbárie com o patrimônio do povo.

Receber notícias

Assembleia APROVA acordo salarial da CCT e garante REAJUSTE -> Ao fim de uma negociação prolongada e difícil, nas c… https://t.co/MCtZyelLD2
1hreplyretweetfavorite
O Brasil lidera ranking com as maiores quedas em classificação sobre LIBERDADE de EXPRESSÃO. O relatório da… https://t.co/x7Vyc9rEn1
23hreplyretweetfavorite

Acesse o Site