Em Destaque
Publicado em Sexta, 27 Dezembro 2019 19:48
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Os trabalhadores do quadro da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) começaram a fazer nessa quarta-feira (18/12) a sistematização dos casos de censura nos veículos públicos que compõem o empresa.

Ao longo de 2019, foram vários os relatos de censura na produção de conteúdos jornalísticos e na programação das emissoras de rádio e televisão. Alguns casos são emblemáticos e chegaram a ter visibilidade, como a proibição do uso da palavra “fuzilamento” para se referir à morte de duas pessoas no Rio de Janeiro atingidas por tiros de fuzil de militares do exército. Ou ainda, a suspensão da exibição de um programa inteiro em função do clip da música “O Real Resiste” de Arnaldo Antunes.

Agora, esse processo vai ser sistematizado. Um questionário está sendo enviado aos funcionários da empresa, via internet. As pessoas que tiveram conteúdo que não pode ser veiculado pelas emissoras poderá detalhar o que aconteceu, em que situação e que conteúdo não pode ser divulgado pela empresa pública.
A previsão é de que todos os dados sejam coletados até a terceira semana de janeiro e na sequência as informações serão analisadas.

A EBC foi criada em 2007 com o objetivo de tirar do papel o artigo 223 da Constituição Federal que prevê a complementaridade dos sistemas  de comunicação público, privado e estatal. Mas desde 2016, a empresa vem sofrendo ataques que abalam seu caráter público, como o cassação do Conselho Curador da empresa, que garantia a participação da sociedade civil na gestão da empresa e o fim do sistema de mandato para o presidente da empresa.

De lá para cá os ataques à liberdade de expressão e ao livre exercício do jornalismo vem se intensificando na tentativa clara de tentar subordinar os interesses da empresa que é mantida com recursos públicos aos interesses do governo. O mapeamento é organizado pela Comissão de Empregados da EBC com apoio do Sindicato dos Jornalistas do DF

O formulário deve ser preenchido em: http://bit.ly/mapeamentocensuraebc

Confira o levantamento feito em 2018: Trabalhadores denunciam mais de 60 casos de censura e governismo na EBC

 

Na mídia | FENAJ reitera defesa do exercício profissional após declarações do presidente Bolsonaro https://t.co/9NMoN8UBIn via @FENAJ
18hreplyretweetfavorite
RT @RodrigoMaia: A denúncia contra o jornalista @ggreenwald é uma ameaça à liberdade de imprensa. Jornalismo não é crime. Sem jornalismo li…

Receber notícias

Acesse o Site