PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Após paralisação histórica de 24 horas, os jornalistas do Correio Braziliense decidiram por suspender a greve nesta quarta-feira (13/05), diante da promessa da empresa de efetuar o depósito de todos os salários até o final da tarde de hoje. Caso isso não ocorra, a possibilidade de retomada do movimento paredista será avaliada em assembleia na quinta (14/05).

Os trabalhadores haviam deflagrado a paralisação na terça (12/05), após a empresa não ter realizado, mais uma vez, o pagamento integral dos salários da categoria. Além disso, jornalistas amargam atrasos nos repasses dos valores de ticket alimentação, pagamento de férias e ainda ameaça de redução de jornada e remuneração, por meio da MP 936.

Junto com a demanda de pagamento imediato dos salários, a assembleia aprovou encaminhar uma contraproposta para a redução de salário e jornada com termos que prejudiquem menos os trabalhadores e busquem compensar esse ataque em momento de tamanha fragilidade, no qual o jornalismo se reafirma como ferramenta essencial no combate à pandemia da Covid-19.

 

Enviamos ofício reiterando apelo para que os veículos que ainda mantêm seus setoristas no Alvorada suspendam, de im… https://t.co/rJsamqyRgB
20hreplyretweetfavorite
LUTO: O jornalismo perdeu Gilberto Dimenstein. Incansável na luta por um mundo menos desigual, ele combatia um cânc… https://t.co/cp6OcJhz1z
21hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site