assembleia unificiada

Notícias
Publicado em Quinta, 14 Maio 2020 17:48
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em tempos de pandemia, modelos alternativos de trabalho estão sendo desempenhados por muitos jornalistas, como o teletrabalho. Com essa mudança, algumas empresas têm descumprido o pagamento de benefícios como vales refeição e alimentação.

A Ouvidoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) recebeu denúncias recentemente de que a empresa Lage Comunicação Integrada, que presta serviço à Rádio Justiça do STF, não havia mantido o pagamento regular dos benefícios para os profissionais em trabalho remoto. Para os trabalhadores que foram afastados do trabalho presencial, por se encontrarem no grupo de risco da Covid-19, o pagamento foi suspenso.

Segundo a assessoria jurídica do SJPDF, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) prevê o pagamento do benefício ao trabalhador e, conforme a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), não há distinção entre o trabalho realizado na empresa ou em teletrabalho, conforme o artigo 6º da lei. Portanto, não há qualquer justificativa para cortar os benefícios.

 

Receber notícias

PRORROGADA a campanha de sindicalização 2020! Atendimento jurídico exclusivo, descontos nas carteiras nacional e in… https://t.co/JWZ0YSsHz8
10hreplyretweetfavorite
Sindicato realiza NOVA REUNIÃO com a CNN para discutir problemas. -> Cobramos a regularização dos repórteres cinema… https://t.co/1qKG1rhmyL

Acesse o Site