Notícias
Publicado em Quinta, 14 Maio 2020 17:48
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em tempos de pandemia, modelos alternativos de trabalho estão sendo desempenhados por muitos jornalistas, como o teletrabalho. Com essa mudança, algumas empresas têm descumprido o pagamento de benefícios como vales refeição e alimentação.

A Ouvidoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) recebeu denúncias recentemente de que a empresa Lage Comunicação Integrada, que presta serviço à Rádio Justiça do STF, não havia mantido o pagamento regular dos benefícios para os profissionais em trabalho remoto. Para os trabalhadores que foram afastados do trabalho presencial, por se encontrarem no grupo de risco da Covid-19, o pagamento foi suspenso.

Segundo a assessoria jurídica do SJPDF, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) prevê o pagamento do benefício ao trabalhador e, conforme a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), não há distinção entre o trabalho realizado na empresa ou em teletrabalho, conforme o artigo 6º da lei. Portanto, não há qualquer justificativa para cortar os benefícios.

 

Enviamos ofício reiterando apelo para que os veículos que ainda mantêm seus setoristas no Alvorada suspendam, de im… https://t.co/rJsamqyRgB
19hreplyretweetfavorite
LUTO: O jornalismo perdeu Gilberto Dimenstein. Incansável na luta por um mundo menos desigual, ele combatia um cânc… https://t.co/cp6OcJhz1z
20hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site