PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) manifestou à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) o apoio a duas candidaturas apresentadas para a escolha do novo titular da Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão. A brasileira Paula Martins e o argentino Damián Loreti estão entre os 10 finalistas no processo de seleção aberto pela Organização dos Estados Americanos (OEA) para o cargo, de grande importância para o exercício da liberdade de imprensa na América Latina – uma das regiões do mundo com incidência crônica de violência contra os jornalistas.

A candidata brasileira, diz a mensagem enviada pelo SJPDF à CIDH, “apresenta especialização temática e vasta experiência no campo da liberdade de expressão e informação”, com “um olhar atento para as questões de gênero” e iniciativas destinadas a apoiar e proteger as mulheres jornalistas. À frente da Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão, Paula Martins representaria “um mandato forte, altamente especializado e estratégico, preparado para apoiar a CIDH em sua importante missão”.

O compromisso com a educação pública e a formação de jornalistas, parte de uma longa atuação voltada a garantir o direito da sociedade à informação, está entre as motivações do SJPDF para apoiar também a indicação do professor argentino Damián Loreti. Sua trajetória, lembra a carta enviada CIDH, “se destaca pela defesa, assessoria e acompanhamento de jornalistas, associações de radiodifusão de todos os âmbitos, organizações sindicais de trabalhadorxs da comunicação e, especialmente, das emissoras comunitárias”.

Mais uma chance, jornalista! Nossa pesquisa para mapear a saúde no DF repercutiu bem, mas precisamos de mais respos… https://t.co/jTSRJCAP29
Queremos que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos… https://t.co/rOuy7dqrAZ

Receber notícias

Acesse o Site