Notícias
  • Imprimir
Publicado em Quarta, 30 Janeiro 2013 15:12
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT
Segundo o G1, os depoimentos serão retomados apenas após apreciação do mérito da liminar.
As audiências começaram no início desta semana no Fórum Desembargador Sarney Costa, em São Luís. Já foram tomados os depoimentos da esposa do jornalista e de mais duas mulheres, que teriam visto Jhonatan de Sousa Silva, acusado de cometer os disparos, fugir após o crime.
A liminar foi solicitada pelo advogado Aldenor Rebouças, que alega ter sofrido constrangimento ilegal por parte do juiz Márcio Brandão. O advogado diz não ter conseguido acesso ao “conteúdo das interceptações telefônicas para a confecção da denúncia” formulada pelo Ministério Público.
Somente dois acusados não compareceram à audiência na última segunda-feira (28/1), Shirliano Graciano de Oliveira, que está foragido, e José Raimundo Sales Chaves Júnior, que justificou a ausência devido a problemas de saúde.

Matéria publicada no Portal Imprensa