PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

 

Nesta quarta-feira (3/4), a direção EBC (Empresa Brasil de Comunicação) solicitou uma audiência com o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, para pedir a apuração da agressão sofrida pela repórter Pollyane Marques, durante cobertura das atividades da Comissão de Direitos Humanos (CDH).

No momento da agressão, a repórter estava fazendo uma pergunta (“é democrático deixar jornalistas sem respostas?”) ao deputado Marco Feliciano, presidente da CDH. Porém, no momento da agressão houve tumulto que dificulta a identificação dos responsáveis.
Foram solicitadas imagens da sessão para ajudar na investigação e a Câmara dos Deputados abriu um inquérito para apurar o ocorrido.
Em nota, a EBC afirmou que “repudia a agressão sofrida pela jornalista que estava em cumprimento de seu trabalho e manifesta preocupação com o ocorrido, pois fatos como esse deterioram a imagem democrática do parlamento brasileiro”.

Receber notícias

RT @ficaebc: 📺📱📻 O deputado @enioverri, que também está conosco nesta luta, reforça a importância de uma empresa PÚBLICA de comunicação par…
23hreplyretweetfavorite
GDF volta a recusar vacina para jornalistas e radialistas -> Pela segunda vez no intervalo de seis meses o @Gov_DF,… https://t.co/xffhQ1L6la

Acesse o Site