campanha sindicalizacao 2021

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

A diretoria do Sindicato dos Jornalistas vai realizar a primeira consulta às redações da data-base deste ano para avaliar a segunda proposta patronal e a terceira proposta dos trabalhadores. Assembleia realizada neste dia 15/4 rejeitou a última oferta apresentada pelos patrões (veja abaixo). Foi elaborada uma contraproposta, que será levada, entre segunda e quarta-feira, aos jornalistas das redações do DF. 

A nova proposta da categoria apresenta um reajuste salarial de 10,22 (INPC de 7,22 + 3% de ganho real), contra 13% previstos na pauta inicial. O valor do auxílio-alimentação ficou em R$ 18, contra R$ 20 na proposta inicial. E manteve o aumento de 35% para 42% no percentual do salário nominal da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e os reajustes de 13% no auxílio-creche e seguro de vida (veja abaixo).

No entanto, o Sinterj-DF apresentou uma proposta que deixa de fora vários itens da pauta de reivindicações dos jornalistas e diminui consideravelmente o percentual de reajustes solicitados. Os patrões ofereceram um reajuste salarial de 7,1% e a  aplicação 6% ao PLR. No auxílio-creche e seguro de vida eles seguiriam o aumento de 7,5%. Os patrões não apresentaram nenhuma proposta para o auxílio-alimentação.

Segundo Wanderlei Pozzebom, vice-presidente do SJPDF, a proposta não chega nem perto do que a categoria reivindica. “Estamos fazendo um exercício para tentar melhorar a proposta junto à Sinterj, mas não houve acordo. É muito importante que os jornalistas se posicionem neste momento”, afirmou.

Confira a proposta da categoria e a contraproposta dos patrões

 

Proposta da Categoria

Proposta dos Patrões

Reajuste salarial

10,22% (INPC de 7,22 + 3% de ganho)

7,1%

Participação nos Lucros e Resultados (PLR)

42% do salário contratual com horas extras, com teto de R$ 2.000,00 e mínimo de R$ 1.390,00 (+13%)

35% do salário-base de 5 horas, com teto de R$ 1.908,00 e mínimo de R$ 1.272,00 (+6%)

Auxílio-alimentação

R$ 18,00 por dia (para quem ganha até 12 salários mínimos)

         ____________

Auxílio-creche

R$ 339,00 por filho (13%)

R$ 323,00 por filho (7,5%)

Seguro de Vida

R$ 11.300,00 para morte acidental e R$ 6.780,00 morte natural ou invalidez permanente

R$ 10.750,00,00 acidental e R$ 6.450,00 morte natural ou invalidez permanente (+7,5%)

Horas-extras

75% sobre a hora normal

Adicional de 70% para as duas primeiras horas e 65% para as demais (manutenção da regra atual)

Licenças a maternidade e a paternidade

6 meses e 30 dias, respectivamente

Mantem regra atual

Receber notícias

RT @JornalistasSP: Jornalistas da capital conquistaram o reajuste pela inflação após 6 meses de negociação. Em assembleia com mais de 300 p…
Importantíssima vitória dos movimentos de comunicação do Distrito Federal! https://t.co/McaZQgdH3k

Acesse o Site