campanha sindicalizacao 2021

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em viagem pela América Central, representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) têm se encontrado com diferentes setores dos meios de comunicação para conferir o estado da liberdade de imprensa e a segurança dos jornalistas que atuam na região.

Segundo o blog Jornalismo nas Américas, Dana Ziyahesva, conselheira de comunicação e informação da Unesco para o México e América Central, vem estudando o caso de Honduras e El Salvador com a intenção de propôr projetos em escala regional que possam ser desenvolvidos.
  Dana afirma que Honduras é o país com mais casos de violações contra a liberdade de imprensa, mas que El Salvador precisa de políticas de apoio nessa questão, para que, de acordo com a conselheira, "os jornalistas desenvolvam mais habilidades em jornalismo investigativo e não tenham medo de descobrir casos de corrupção sem correr perigos".
A conselheira ainda explica que, além de trabalhar com os veículos, a entidade também tem como objetivo fortalecer as escolas de jornalismo e reduzir a lacuna digital para evitar que a revolução digital beneficie apenas os grandes monopólios.

Portal Imprensa

Receber notícias

RT @JornalistasSP: Jornalistas da capital conquistaram o reajuste pela inflação após 6 meses de negociação. Em assembleia com mais de 300 p…
Importantíssima vitória dos movimentos de comunicação do Distrito Federal! https://t.co/McaZQgdH3k

Acesse o Site