campanha sindicalizacao 2021

Notícias
Publicado em Segunda, 04 Outubro 2021 20:23
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

LUTO: A Comissão de Mulheres Jornalistas do Distrito Federal e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do DF manifestam profunda tristeza e indignação com a morte de Cilma da Cruz Galvão, diretora de Políticas para as Mulheres e Combate ao Racismo do Sindicato de Serviços Terceirizáveis (Sindiserviços-DF).

Cilma, mulher negra sindicalista feminista de 51 anos, foi brutalmente assassinada dentro de sua casa, no domingo (03/10). O principal suspeito é seu namorado, identificado como Evanildo das Neves da Hora.

Cilma foi mais uma vítima de feminicídio no DF, violência de gênero que lutava para combater. Segundo painel da Secretaria de Segurança Pública do DF, até julho foram 17 feminicídios no Distrito Federal.

A Comissão de Mulheres Jornalistas do DF e o SJPDF se solidarizam com a família, amigas/os próximas e companheiras/os de luta de Cilma Galvão e cobram das autoridades a pronta investigação e responsabilização do envolvido.

Exigimos ainda do Governo do Distrito Federal a devida atenção e destinação de recursos às políticas sociais voltadas à prevenção à violência de gênero e acolhimento às mulheres vítimas do machismo estrutural.

Lembramos que o combate ao machismo, ao racismo e ao patriarcado, que cotidianamente violenta e ceifa vidas de tantas mulheres, é uma luta de todas e todos.

Por Cilma, por nós, pelas que vieram e as que virão, seguiremos com punhos em riste na defesa de nossos direitos sobre nossas vidas e corpos e por um mundo mais justo, no qual possamos viver sem medo e totalmente livres!

Cilma Galvão, Presente! Hoje e sempre!

Receber notícias

RT @JornalistasSP: Jornalistas da capital conquistaram o reajuste pela inflação após 6 meses de negociação. Em assembleia com mais de 300 p…
Importantíssima vitória dos movimentos de comunicação do Distrito Federal! https://t.co/McaZQgdH3k

Acesse o Site