PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

 

Nessa segunda-feira, 25/2, entidades que lutam pela democratização da comunicação, entre elas o Sindicato dos Jornalistas do DF, coletaram assinaturas para o Projeto de Lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática. A mobilização ocorreu na Rodoviária do Plano Piloto, em Brasília.

O Projeto da Mídia Democrática é uma da campanha Para Expressar a Liberdade: uma nova lei para um novo tempo – ação composta por diversas organizações da sociedade civil que reivindicam a revisão da atual legislação do setor de radiodifusão (lei que já vigora por mais de 50 anos no Brasil).

As organizações resolveram criar o projeto de lei com o objetivo maior de avançar na garantia ao direito à comunicação para todos e todas. A Proposta da Iniciativa Popular contempla itens como: a pluralidade de ideias e opiniões, o fomento a cultura nacional em sua diversidade e pluralidade, bem como atende os princípios constitucionais da igualdade. (conheça o projeto aqui).

Para o coordenador-geral do Sindicato dos Jornalistas do DF, Jonas Valente, a iniciativa é fundamental para ampliar a diversidade de opiniões na mídia. "Temos uma lei do tempo da TV em preto e branco que não responde a esse novo tempo. Além disso, o arcabouço normativo favorece a concentração do poder de fala em poucos conglomerados. Precisamos de um ambiente mais plural. Isso vai melhorar a qualidade do debate público e também significar a abertura de mais postos de trabalho no setor", defende.

A sede do SJPDF será um ponto permanente de coleta de assinaturas. 

Saiba mais sobre o Projeto de Lei da Mídia Democrática

O Projeto de Lei da Mídia Democrática não visa coibir de forma alguma liberdade de expressão. Mas, ao contrário, ampliá-la para além dos grupos tradicionais. A proposta prevê que isso seja feito por meio do fortalecimento das emissoras públicas (com a reserva de 1/3 dos canais para o sistema público), de mecanismos de combate ao monopólio e oligopólio no setor (como a proibição que um grupo tenha um jornal e uma TV, ou uma rádio e uma TV, nas cidades com mais de 100 mil habitantes), e a promoção da cultura brasileira e regional (com percentuais mínimos desse tipo de programação para as emissoras).

Acesse o Projeto de lei de Iniciativa Popular da Mídia Democrática. 

O que é um Projeto de Lei de Iniciativa Popular? Segundo o artigo 61, §2 da Constituição brasileira de 1988, regulamentado pela lei 9.709 de 19981 , é permitido a apresentação de projetos de lei pelos poderes Legislativo, Executivo e pela iniciativa popular. Neste último caso, a constituição exige como procedimento a adesão mínima de 1% da população eleitoral nacional, mediante assinaturas, distribuídos por pelo menos 5 unidades federativas e no mínimo 0,3% dos eleitores em cada uma dessas unidades. Como segundo o TSE o número de eleitores do Brasil em julho de 2010 era de 135,8 milhões2 , o número mínimo de assinaturas para um projeto de iniciativa popular seria, portanto, 1,36 milhão.

Enviamos ofício reiterando apelo para que os veículos que ainda mantêm seus setoristas no Alvorada suspendam, de im… https://t.co/rJsamqyRgB
19hreplyretweetfavorite
LUTO: O jornalismo perdeu Gilberto Dimenstein. Incansável na luta por um mundo menos desigual, ele combatia um cânc… https://t.co/cp6OcJhz1z
20hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site