campanha sindicalizacao 2021

Notícias
Publicado em Segunda, 15 Agosto 2016 16:43
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Por ampla maioria, foi rejeitada a nova contraproposta patronal na terceira consulta às redações, que ocorreu de terça a quinta-feira (9 a 11/8) da semana passada. Foi aprovada a contraproposta dos trabalhadores elaborada na assembleia realizada no dia 8 de agosto. A consulta também trouxe algumas questões para subsidiar a atuação da diretoria na mesa e levantou as prioridades da categoria para negociação.  

Sem muitos avanços nas propostas colocadas na negociação da Convenção Coletiva de Trabalho 2016/2017, que teve início em fevereiro deste ano, os patrões insistem em manter o reajuste de 5% nos salários dos jornalistas. No entanto, há uma novidade grave informada por uma das integrantes do sindicato patronal durante a consulta: as empresas retiraram o retroativo da sua pauta. Nesse quadro alarmante, o único "avanço" foi o aumento no piso de 5% para 5,5%. A outra mudança ofertada pelos empresários é a retomada dos parâmetros de compensação de horas-extras ao patamar da atual Convenção. Na versão anterior da pauta patronal estava prevista a ampliação do número de horas-extras a serem compensadas e o prazo.

Proposta dos trabalhadores

A contraproposta dos jornalistas aprovada prevê um reajuste de 11,33% (resultado do índice da inflação calculado com base no INPC, de 9,91% mais 1,42% de recuperação de perdas do ano passado). O piso foi ajustado para o valor de R$ 2.500, que corresponde à correção inflacionária do período. Na Participação nos Lucros e Resultados (também conhecida como abono), foram alterados o teto para R$ 2.800 e o piso para R$ 2.300. Foi atualizada também a reivindicação relativa ao auxílio-alimentação para que seja garantido apenas o mínimo de R$ 19 por dia, sem reajuste para quem recebe acima. No caso da licença-paternidade, foi ajustado o pleito de 30 para 20 dias, hoje o já garantido no caso das empresas que aderem ao programa específico sobre o tema.

Próximos passos

A próxima reunião está agendada para esta semana, no dia 17/8. A diretoria do SJPDF espera já ter um retorno do Sinterj/DF acerca da contraproposta aprovada. "Temos buscado a maior agilidade possível nas assembleias, consultas e envio das propostas para que a negociação possa andar. Mas infelizmente o que temos visto é uma postura de não avançar por parte das empresas com vistas a cansar a categoria. Teremos que ampliar a mobilização e a pressão se quisermos que a negociação ande", diz Wanderlei Pozzembom, coordenador-geral do SJPDF.

Dissídio

A diretoria do SJPDF ajuizará ação de dissídio, iniciativa autorizada pela categoria após consulta e assembleia. No entanto, como no ano passado, a direção alerta que as chances são pequenas uma vez que a legislação exige anuência das duas partes e o Sinterj já afirmou que não tem acordo com a remissão do impasse na negociação para o Tribunal Regional do Trabalho. "As empresas seguram a negociação mas negaram a mediação do MPT e a autorização do dissídio. Mesmo com a tendência de negativa, vamos ajuizar a ação mostrando a intransigência do lado patronal", explica Jonas Valente, coordenador-geral do SJPDF.

Comparação de propostas

   
  Proposta dos trabalhadores Proposta dos Patrões
Reajuste INPC (9,91%) + 1,42% 5% de aumento sem retroativo
Piso RS 2.470 R$ 2.370 (5,5%)
PLR 35% da remuneração  
    - Teto - R$ 2.800
    - Piso - R$ 2.300

35% da remuneração

Teto – R$ 1.350

Piso – R$ 900

Para o jornalista que recebe o piso será garantido o mínimo de R$1.100

Auxílio-alimentação Mínimo de R$ 380 por mês (R$ 19 por dia) e, para quem ganha mais do que isso, reajuste segundo o INPC Sem reajuste no valor mínimo
Auxílio-creche Mínimo de R$ 500 e reposição segundo INPC . Educação para quem recebe além desse valor R$ 450 (7,1%)
Seguro de vida Reajuste de 14,42% Reajuste de 7%
Horas-extras Adicional de 80% e compensação correspondente Manter cláusula atual

Receber notícias

O objetivo da data é lembrar a importância de uma comunicação de massa, do jornalismo cidadão, a fim de criar um si… https://t.co/8edM5UtP0g
📲 Saiba mais sobre Antonieta de Barros: https://t.co/yNqSC8hPgM 📷 Foto: G1 / Painel em Florianópolis, inaugurado… https://t.co/g04CwP0AMc

Acesse o Site