Notícias
Publicado em Terça, 18 Abril 2017 17:00
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Assembleia realizada nesta segunda-feira, 17/4, aprovou a participação dos jornalistas do DF na greve geral do dia 28 de abril de 2017. Convocada por todas as centrais sindicais do país, a Greve Geral é um movimento contra a reforma Trabalhista, a reforma da Previdência e a terceirização, já aprovada na lei 4302/98.

A partir desta semana até a semana que vem, os diretores do Sindicato dos Jornalistas do DF irão fazer uma força tarefa para divulgar a importância da participação dos jornalistas e do apoio da categoria ao movimento. Por isso, serão realizadas visitas às redações e às assessorias de imprensa/comunicação para explicar mais detalhes sobre o assunto.

Durante a assembleia, também foi deliberada a produção de materiais de divulgação que serão utilizados para mobilizar a categoria, como: adesivos, panfletos explicativos, artes para as mídias sociais e para o site do Sindicato dos Jornalistas do DF.

O SJPDF enviará ofício para todas as empresas de comunicação e entidades que têm jornalistas em seus quadros, para garantir que os profissionais possam aderir à greve.

Wanderlei Pozzembom, coordenador-geral do SJPDF, afirma que a participação dos jornalistas na construção dessa paralisação é fundamental. “O objetivo dessa greve geral não se acaba no dia 28 porque o que nós conseguirmos barrar com essa manifestação vai perpetuar para outras gerações. As propostas nefastas do governo desmontam todo o sistema de proteção dado aos trabalhadores brasileiros, que tem como marco inicial a aprovação da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em 1943. As  reformas Trabalhista e da Previdência, e as novas regras da lei da terceirização são um retrocesso e praticamente rasgam a CLT”, critica Pozzembom.

Saiba mais sobre a greve geral

A greve geral que irá ocorrer no dia 28 é um movimento diferenciado de uma greve comum de trabalhadores. Uma greve é realizada por uma categoria da classe trabalhadora contra a sua empresa ou setor. A greve geral, no entanto, tem caráter político e segue o exemplo de grandes movimentos grevistas em todo o mundo, que se caracterizam por reivindicações mais amplas e que têm relação não só com os direitos trabalhistas, mas também com os direitos sociais e econômicos como um todo (leia mais aqui).

 

Google e Facebook lançam especialização em marketing digital para brasileiros. https://t.co/Hwelz9dNoM https://t.co/s9Qe2Q2JzJ
10hreplyretweetfavorite
Dia foi criado em 1992 para ser o marco internacional da luta e da resistência da mulher negra.… https://t.co/NwpX5ZGyF3
11hreplyretweetfavorite

Acesse o Site