Notícias
Publicado em Sexta, 10 Novembro 2017 20:18
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Nessa sexta-feira (10), os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação decidiram deflagrar greve a partir de terça-feira (14). Os jornalistas e radialistas rejeitaram a posição da empresa em tentar retirar direitos, congelar salários e cortar benefícios.

Os trabalhadores reforçaram a posição contrária a qualquer perda de direitos. Eles esperam que com a greve, a empresa apresente uma proposta concreta de reajuste para que seja possível fechar o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

A greve terá início na madrugada de segunda para terça, à 00h, já paralisando os primeiros funcionários da empresa. Na terça está previsto piquetes durante toda a manhã. Uma nova assembleia está marcada para às 13h para avaliar as mobilizações.

A 8ª mesa de negociação dos representantes dos trabalhadores com a empresa foi reflexo da falta de interesse da EBC em negociar. Mais uma vez a EBC manteve a proposta de NENHUM reajuste no salário, tickets e auxílio creche e deficiente. Além de manter a proposta de corte nos tickets extras, no vale cultura e o fim da multa pelo descumprimento do ACT.

A EBC também manteve a sua proposta de retirada de direitos nas cláusulas do anuênio/quinquênio (para os trabalhadores que ingressarem na empresa), transporte, homologações e verbas rescisórias. Além de negar as propostas dos trabalhadores para as cláusulas da gratificação de função, contribuição assistencial, intrajornada e férias. A direção da empresa ainda rejeitou todas as cinco novas cláusulas mantidas pela assembleia (preservação do quadro, cláusula de consciência, controle de frequência, mesa permanente, redução de jornada), mesmo os empregados abrindo mão de outras nove novas cláusulas.

Enquanto os trabalhadores já haviam recuado em 17 cláusulas, aceitando o texto do atual ACT, a empresa só recuou em três propostas: complemento de auxílio previdenciário, abono de faltas e salário educação (que ela diz que ninguém recebe mais). Essas cláusulas passam a ser mantidas com o texto do atual ACT.

RT @elbritobr: Orgulho de ter estagiado e feito escola com grandes profissionais na TV Brasil. Tristeza de ver o desmonte de tudo que é púb…
RT @jeanwyllys_real: Conte com o nosso mandato e com a @FPLEDC nesta luta! #EBCEmGreve https://t.co/SnrZsvF9g8 https://t.co/jsfz6woAA4

Receber notícias

Acesse o Site