Notícias
Publicado em Quinta, 05 Junho 2014 17:27
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Representantes do Sindicato dos Jornalistas do DF e do Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal se reuniram na última terça-feira, 3/6, para discutir medidas de segurança para os jornalistas do DF durante as coberturas da Copa do Mundo e das manifestações. Participaram da reunião os coordenadores-gerais do SJPDF Jonas Valente e Wanderlei Pozzembom e o procurador-chefe do MPT-DF Alessandro Santos de Miranda.

Os diretores do SJPDF disseram estar preocupados com o aumento da violência contra jornalistas durante as coberturas e explicaram a atuação do sindicato em relação ao assunto. A entidade oficiou as empresas de comunicação cobrando a obrigatoriedade do uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), treinamento para o uso dos equipamentos e para a cobertura em situação de risco, a obrigação de auxiliares em equipes de TV e a garantia do direito do profissional se retirar da cobertura quando identificar uma situação de risco.

“Defendemos o direito dos jornalistas se retirarem do local se considerar a cobertura perigosa e que as equipes de TV sejam compostas por cinegrafistas com auxiliares. Nossa prioridade no momento é garantir a segurança dos profissionais, não mediremos forças para isso”, afirma Jonas Valente.

Durante a reunião, Miranda disse que o MPT-DF enviou uma Notificação Recomendatória às empresas do DF com diversas medidas (veja a íntegra abaixo). “O meio ambiente do trabalho compreende o conjunto das condições internas e externas do local de trabalho e sua relação da saúde e segurança dos trabalhadores. É obrigação das empresas jornalísticas o fornecimento gratuito de equipamentos de proteção individual aos comunicadores, além da capacitação para sua perfeita utilização”, explica.

Os representantes do Sindicato reafirmaram que estarão junto aos jornalistas para fiscalizar o cumprimento dessas medidas e que tomarão as providências cabíveis caso as empresas desrespeitem as medidas recomendadas. O procurador-chefe informou que o MPT estará de plantão e pode ser acionado caso desrespeitos como esses sejam identificados.

Confira aqui a Notificação Recomendatória

Confira aqui outras como o Sindicato irá atuar durante as coberturas da Copa e das Manifestações

Veja o que falaram Luiz Antônio Azevedo, assessor da Exec. Nacional da CUT, e o presid. da Ass. Brasileira de Ensin… https://t.co/uZwmREWjwo
1hreplyretweetfavorite
A preocupação com a precarização do mercado de trabalho para jornalistas, radialistas e publicitários, devido a MP… https://t.co/BMb6ffF0oB
5hreplyretweetfavorite

Receber notícias

Acesse o Site