bannertopsindicalizacao

Notícias
Publicado em Segunda, 10 Dezembro 2018 17:17
PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Em assembleia realizada nos dias 6 e 7/12, os trabalhadores da Empresa Brasil de Comunicação decidiram realizar atos em defesa do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo nesta terça-feira (11/12). A categoria irá protestar contra o descaso da direção da empresa pública, que desde 23/11 protela resposta sobre a contraproposta apresentada pela assembleia. Em Brasília, o ato será às 13h na escadaria Sul do Venâncio.

Na última reunião com os Sindicatos, dia 5/12, a empresa afirmou que ainda não teve resposta do Governo sobre a proposta entregue pelos trabalhadores. Não há reunião marcada para continuar a negociação. O acordo atual foi prorrogado até sexta-feira (14/12).

Contraproposta dos trabalhadores

Em assembleia ocorrida nos dias 22 e 23 de novembro, os trabalhadores da EBC definiram uma nova proposta econômica de reajuste de 4,56% (IPCA do período) mais 1% a título de reposição salarial, mantendo os dois vales alimentações extras.

A categoria também propõe a manutenção da complementação do auxílio previdenciário até o 120º dia de afastamento, mas com uma limitação de R$ 8.000,00. Além da garantia da complementação integral para os casos de doença ou acidente de trabalho.

Para o abono de falta, os trabalhadores defendem manter a cláusula vigente no acordo. A empresa quer cortar o abono para internações e consultas de familiares. Para a multa de descumprimento do ACT, os trabalhadores decidiram por garantir a cláusula vigente atual de multa de 5% do piso de analista e abrir mão da proposta apresentada na pauta inicial.

A assembleia também decidiu por rejeita a proposta de exclusão da cláusula de acúmulo ou desviode função feita pela empresa e de manter a proposta de retorno de viagens acima de cinco dias e de diminuição da intrajornada para 30 minutos. 

Os trabalhadores ainda defendem as cláusulas novas de controle de frequência e redução da jornada, além de um novo texto para contribuição assistencial adequando a decisões do TST.

>>Confira o texto completo aprovado pela assembleia.

Vamos conversar sobre assédio sexual no trabalho? Nesta quinta-feira, 28, o Coletivo de Mulheres Jornalistas do DF… https://t.co/a3rSXOfqLl
2hreplyretweetfavorite
O TRT concedeu tutela antecipada de urgência obrigando a empresa pública de efetuar o desconto das mensalidades aut… https://t.co/LkbUjskz6m

Receber notícias

Acesse o Site