bannertopsindicalizacao

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Nesta terça-feira (22/01), os jornalistas em greve do Jornal de Brasília suspenderam a paralisação após a empresa dar início aos pagamentos atrasados. Os trabalhadores decidiram retomar os trabalhos nesta quarta (24/1), mas podem analisar a retomada da mobilização caso os pagamentos de todos funcionários não sejam concluídos.

No final da tarde, após reunião com o Sindicato dos Jornalistas, a empresa informou que havia conseguido recursos para o pagamento. Mas por problema contábil, apenas parte dos jornalistas haviam sido pagos. O Jornal se comprometeu a pagar os demais via DOC ou cheque, que deverá ser confirmado até esta quarta (24).

A empresa ainda afirmou que irá repassar os contracheques após os pagamentos e informar sobre eventuais atrasos nos pagamentos com antecedência. O Jornal de Brasília ainda propôs a compensação dos dias paralisados com horas extras, inclusive as já realizadas. Os trabalhadores insistiram nos abonos dos dias parados e a empresa ainda ficou de retornar sobre a questão.

A greve do Jornal de Brasília teve início na segunda (21), após a empresa atrasar o pagamento dos salários, que deveria ocorrer no quinto dia útil. Para a direção do Sindicato dos Jornalistas, a paralisação reforça a defesa dos direitos da categoria. “A pressão exercida foi fundamental para que o Jornal de Brasília começasse a regularizar os pagamentos. Só com os jornalistas unidos conseguiremos garantir nossos direitos”, afirma Gésio Passos, coordenador do SJPDF.

Na avaliação do Sindicato, a proposta apresentada pelos patrões é muito ruim e está bem distante das reivindicações… https://t.co/mZBqncpmfO
Confira como a proposta de reforma da previdência torna ainda mais difícil a aposentadoria da categoria, que já tra… https://t.co/DUbo7yGGj9

Receber notícias

Acesse o Site