bannertopsindicalizacao

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Começa nesta quinta (28) as negociações da Convenção Coletiva de Trabalho dos jornalistas de Brasília. A primeira reunião de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas e o Sindicato as Empresas de Rádio e TV do DF ocorre às 15h30. Neste ano, serão negociadas as cláusulas econômicas e mais seis cláusulas sociais, já que o restante da Convenção tem validade até 2020.

Os trabalhadores pedem um reajuste salarial de 3,43% + INPC do período. A assembleia também decidiu pelo aumento do auxílio creche para R$550,00 e dos vales alimentação para o mínimo de R$360,00.

Para a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), ou abono, a proposta é que seja o valor de 45% do salário base, com limite de R$ 2800,00 e o mínimo de R$2400,00. Os jornalistas também reivindicam a licença maternidade de seis meses e de paternidade de 30 dias. Confira as demais propostas aprovadas em assembleia: http://bit.ly/sjpdf2019 .

Dispensa em março tem direito a indenização

Como a data-base dos jornalistas em empresas privadas no DF é o dia 1 de abril, durante todo o mês de março (contando o aviso prévio trabalhado ou indenizado), os jornalistas que forem demitidos sem justa causa têm direito a indenização. A indenização deve corresponder a um salário mensal. Para mais informações ou dúvidas, procure o jurídico do Sindicato.

A direção da emissora informou que irá fechar as portas no dia 30/6. Os Sindicatos notificaram a empresa solicitand… https://t.co/Gasu9TGFcj
O Sindicato dos Jornalistas do DF repudia mais esse ataque de Bolsonaro ao exercício profissional dos jornalistas e… https://t.co/XhZ0XTFfjk

Receber notícias

Acesse o Site