banner eleicoes

PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Os jornalistas presentes na assembleia geral, no último sábado (1/6), aprovaram a participação da categoria na Greve Geral convocada pelas Centrais Sindicais para o dia 14 de junho. Dessa forma, o Sindicato informará a todas as redações, assessorias de imprensa e órgãos públicos e privados de Brasília sobre a decisão, dando garantia legal para que os jornalistas possam aderir ao movimento nacional.

O Sindicato também vai produzir materiais de divulgação, informando a importância da participação na Greve Geral.
Em 2017, a assembleia dos jornalistas do DF também decidiu por adesão à Greve Geral contra as reformas de Michel Temer. A mobilização dos trabalhadores naquele ano resultou na não aprovação daquela proposta de Reforma da Previdência.

Contra a Reforma da Previdência

A proposta de Reforma da Previdência apresentada pelo presidente de extrema direita, Jair Bolsonaro, vai afetar todos os trabalhadores, em especial aqueles que trabalham em condições precarizadas, como os jornalistas. Os baixos salários - em comparação a outros trabalhadores de nível superior -, os contratos irregulares, a 'pejotização' e a alta rotatividade do mercado de trabalho se tornam ainda mais nefastos quando somados aos ataques previstos na PEC 6/2019, que deixará ainda mais difícil o acesso à aposentadoria.

Saiba mais como a proposta da reforma da previdência impacta na vida do jornalista: http://bit.ly/previdenciajor

 

O @SJPDF repudia os ataques de Sérgio Moro à liberdade de expressão e de imprensa. Polícia Federal pediu ao Coaf um… https://t.co/vlACfN326n
A direção da emissora informou que irá fechar as portas no dia 30/6. Os Sindicatos notificaram a empresa solicitand… https://t.co/Gasu9TGFcj

Receber notícias

Acesse o Site