PLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMITPLG_ITPSOCIALBUTTONS_SUBMIT

Além dos desafios das lutas gerais e específicas da categoria, o SJPDF também enfrentou ataques à estrutura sindical. O fim do Imposto Sindical em 2017 impôs à entidade, assim como a boa parte do movimento sindical, a necessidade de reestruturação financeira e administrativa.

Infelizmente, para enfrentar esse novo cenário, o sindicato foi obrigado a reduzir seu corpo funcional e também adotar uma série de medidas de redução de despesas. Uma delas foi a suspensão do jornal impresso Notas da Redação, que era enviado a cada dois meses para todos os jornalistas sindicalizados e aposentados.

Para manter a comunicação com a categoria, o sindicato intensificou a atualização de sua página na internet e seus canais nas redes sociais e passou a enviar, mensalmente, um boletim com um resumo das principais notícias da entidade.

Além dessas medidas, o sindicato renegociou os contratos de manutenção da entidade, como serviços de telecomunicação e bancários. Estabeleceu uma série de medidas para contenção de despesas com materiais de escritório, serviços de mensageiro, impressão de documentos, entre outros. A diretoria também firmou uma parceira com o Condomínio do edifício Citty Office, para gestão do Auditório, que resultou na redução da despesa com taxa condominial e aumento na receita com aluguel do espaço.

O impacto dos ajustes para buscar o equilíbrio financeiro da entidade foi percebido ao longo de 2018, sendo que uma maior estabilidade pode ser percebida em 2019. Isso porque, além da receita com mensalidades e aluguéis, o imposto sindical, representava cerca de 30% do orçamento anual do SJPDF. E, embora as receitas decorrentes de aluguel sejam instáveis devido à inadimplência, as receitas com mensalidades têm se mantido estáveis.

Outra medida tomada pela diretoria, aprovada pela categoria em assembleia, foi o reajuste da mensalidade paga pelos jornalistas. O valor, que há mais de uma década tinha teto de R$ 50, passou a ser valor único de R$ 60. A diretoria também realizou ao longo da gestão diversas campanhas de sindicalização e regularização para ampliar o quadro de jornalistas sindicalizados em dia.

“Temos nos empenhado em reduzir ao máximo as despesas do Sindicato e ampliar nossa arrecadação, aumentando o número de sindicalizados em dia. Para isso, mantivemos a campanha de sindicalização e regularização por um período maior. Em relação ao patrimônio imobiliário, estamos com quase todas as lojas e salas alugadas, mas infelizmente temos recorrentes atrasos nos pagamentos de aluguel, o que torna essa receita menos estável”, explicou Reginaldo Aguiar, coordenador administrativo do SJPDF.

 

A solenidade de posse da nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas do DF (@sjpdf) e do Clube da Imprensa ocorreu… https://t.co/UxsRHkS4yV
O @SJPDF repudia os ataques de Sérgio Moro à liberdade de expressão e de imprensa. Polícia Federal pediu ao Coaf um… https://t.co/vlACfN326n

Receber notícias

Acesse o Site